A compaixão como caminho

Nossa vida é nosso caminho espiritual. Não há nada que façamos neste mundo que não seja uma experiência espiritual. Nessa experiência, esperamos passar por situações favoráveis e afastar de nós eventos que produzam sofrimento. Essa é a forma usual de todos os seres se movimentarem.

Porém essa forma de movimento sempre acaba produzindo mais e mais sofrimento. Isso acontece porque acabamos buscando mudar o mundo externo para que nosso mundo interno fique mais confortável. A própria noção de deixar nosso mundo interno confortável ou nossa vida mais tranquila é uma posição autocentrada.

Garoto sentado entre mato com expressão de frustração

Focamos nossos esforços para mudar o mundo, e, quando as coisas não saem como esperamos, sofremos. O sofrimento vem do desejo de querer suprir todas as nossas necessidades.

Quando focamos apenas o nosso sofrimento e a nossa felicidade, sem olhar para os outros seres que estão a nossa volta, perdemos de vista o caminho da compaixão. Um caminho muito mais simples, que nos leva para uma vida com mais significado. Quando digo vida com significado, não quero dizer que não há o sofrimento, mas sim um caminho no qual vale a pena passar pelo sofrimento.

Veja 5 maneiras de desenvolver a empatia em você

O caminho da compaixão começa quando entendemos o que ela é. A compaixão nasce quando olhamos para o sofrimento dos seres e nos interessamos verdadeiramente por eles. Entendemos que nossa felicidade só pode ser completa quando os seres também estão felizes. Assim, dedicamos nossa vida para que o outro supere o sofrimento e alcance as verdadeiras causas de sua felicidade.

Esse é um caminho muito diferente e que faz nossa caminhada no mundo ser muito mais fácil, porque nosso empenho será em gerar benefícios para os outros e não mais apenas para nós mesmos. Quando fazemos isso, paradoxalmente, saindo de nosso autocentramento, resolvemos os nossos problemas, pois criamos uma rede de benefícios.

Mulher pedindo ajuda para subir vista de cima

Pense em uma pessoa que somente demanda de você e outra que te beneficia muito e que se alegra com sua felicidade. Com certeza você se aproximará mais da última pessoa. Então, pense nos outros, como eles se sentem? Com certeza alguém que se alegra com nossas conquistas é uma pessoa que queremos ter por perto.

A compaixão é um caminho de amor e alegria, que enche nossa vida de significado e que nos apodera para superarmos os obstáculos que a vida nos traz. Viver buscando conforto parece algo favorável, mas que não nos trará nenhum significado. Se vivemos uma vida sem nenhum significado, morremos sem dar sentido a nossa vida.

Tempos de Coronavírus: Desenvolva amor e compaixão

Interessar-se verdadeiramente pelo outro e se alegrar por suas conquistas é algo muito positivo. Se ficamos felizes apenas por nossas conquistas, teremos menos oportunidades de ficarmos alegres do que se ficarmos felizes pelas conquistas e felicidades que acometem o outro.

A compaixão de que falo não é a cristã, que significa “sofrer com”. É um sentido muito mais amplo, que significa ter um coração destemido. Destemido no sentido de auxiliar e gerar benefícios aos seres e encontrar nisso sua fonte de motivação e energia.

A compaixão é um caminho de sentido e significado, mas um caminho espiritual também. Esse caminho gera benefícios e méritos para quem o segue. Você pode começar esse caminho agora também.