Como despertar o potencial dos signos de fogo

Se você é um curioso sobre Astrologia, sabe muito bem que ela entrega muito mais do que uma mera “previsão”. Aliás, nem é a isso que ela exatamente se propõe. Ela está mais para uma ferramenta que analisa a personalidade de alguém. Nesse caso, as influências vêm diretamente dos astros e de outros elementos do Mapa Astral, entre outras referências.

O signo solar, por exemplo, é o protagonista quando iniciamos uma conversa sobre horóscopo. É aquele que representa a nossa essência, os nossos atributos gerais. Por exemplo: cancerianos são muito família, ao passo que os aquarianos são mais independentes e livres.

Entre os outros fatores que influenciam a nossa personalidade, do ponto mais superficial ao mais profundo, estão os elementos que regem os signos do Zodíaco. Cada um deles adiciona características ao nosso jeito de ser, sentir e agir, revelando ainda mais sobre nós e a nossa jornada no mundo.

Mas, antes, um pouquinho sobre os quatro elementos

Os quatro elementos.

O conceito de “quatro elementos” remonta à Grécia Antiga, quando os grandes pensadores pré-socráticos buscavam descobrir o elemento formador de todas as coisas. Para o filósofo e astrônomo Tales de Mileto, tudo começava na Água. Anaxímenes de Mileto afirmava que o Ar era o elemento originário de tudo que existe, existiu e existirá. Já Heráclito de Éfeso (o pai da dialética) defendia que o agente transformador era o Fogo, elemento que purifica e faz parte do nosso espírito.

O elemento Terra veio por último, adicionado pelo filósofo, médico e legislador Empédolcles de Agrigento, que, diferentemente de todos os outros, concluiu que era da união desses elementos primordiais que todas as coisas eram geradas. Com essa defesa, Empédocles criou o que chamamos de Teoria dos Quatro Elementos, a partir da qual os elementos se manteriam afastados ou agregados com base em dois princípios universais opostos: amor (que conduz à harmonização) e ódio (que significa a repulsão). Essa junção e separação é que vão determinar o surgimento ou o desaparecimento de todos os seres.

Conheça os elementos dos signos: o que são e para quê servem?

Dessa forma, se os elementos são formadores de tudo, eles também compõem a natureza. E como nós somos parte da natureza, também somos influenciados pelos elementos. Segundo a Astrologia, os signos se organizam a partir dos elementos. Cada elemento rege três signos. Sendo assim, cada grupo de signos sofrerá uma influência desse elemento, em especial, na sua essência.

As singularidades de cada elemento

Terra

Encontrada na natureza de forma abrangente, o elemento Terra está presente em todas as espécies — nos animais, nas árvores, nas rochas, cavernas, raízes, frutos e no próprio solo. É o corpo físico, a matéria que nos forma. Na nossa personalidade, ela representa a racionalidade, o pragmatismo, o materialismo e o realismo. Os signos regidos por esse elemento são Touro, Virgem e Capricórnio.

Ar

O Ar preenche todos os espaços da natureza, principalmente aqueles que a gente não vê. É o único elemento que não podemos ver. Mas podemos sentir, por exemplo, no vento ou na respiração (no ato de colocá-lo para fora). O Ar está no oxigênio — essencial à vida —, na brisa, no sopro. Em nossa personalidade, ele representa a fluidez, a comunicabilidade, a facilidade de adaptação e de flexibilidade, a leveza e a expansividade. Gêmeos, Libra e Aquário são os signos regidos por esse elemento.

Água

Na natureza, encontramos a água em rios, mares, oceanos, na chuva ou em qualquer curso d’água. No nosso corpo, está presente no sangue, nos fluidos, na saliva, no suor e na lágrima, por exemplo. Em nossa personalidade, esse elemento representa a vazão das emoções, o poder da intuição, do subconsciente, de tudo que mexe com nosso emocional. Câncer, Escorpião e Peixes regem-se pela Água.

Fogo

Na natureza, esse elemento está presente nas fogueiras, na lava e no Sol. Onde existe calor, o poder do Fogo se manifesta. Na nossa personalidade, ele representa o vigor, a energia, a excitação, a fagulha, a chama de viver e a liberdade. Os signos de Fogo são Áries, Leão e Sagitário.

É sobre esse elemento que vamos falar com mais atenção neste artigo. Ele tem a força da paixão, do ímpeto, do lado temperamental e da vitalidade. As pessoas influenciadas por ele são calorosas, intensas e se jogam na vida.

Características principais dos signos de Fogo

Faíscas de fogo.

A força vital desse elemento traz aos signos regidos por ele grande energia, ambição e obstinação. O calor é a força que move esses nativos. Eles transmutam tudo com seu ímpeto, sua atitude e sua coragem. É a excitação que move os signos de Fogo, que os leva a realizar seus desejos. Entretanto o lado negativo traz agressividade, impaciência e reatividade. Essas pessoas são capazes de meter os pés pelas mãos e, no fim das contas, o que lhes sobra é arrependimento e uma certa apatia pelo resultado de suas ações.

Surpreenda-se com o lado sombrio dos signos do elemento Ar

No trabalho e na carreira, esses nativos são empenhados, têm um ótimo espírito de liderança e conseguem crescer em todas as etapas de sua profissão. Não medem esforços para chegar aonde querem.

No aspecto pessoal, pessoas dos signos de Fogo são persistentes, envolventes e cheias de energia. Algumas são carismáticas, inspiradoras, engraçadas e originais. Quem convive com esses nativos sabe que eles são incansáveis e determinados, e essa força é capaz de contagiar todos que estão à sua volta, fazendo com que também se envolvam com a mesma garra.

Evitando incendiar tudo

O ímpeto e a impulsividade são coisas que nos movem para frente. Sem esse “gás”, poderíamos ficar na zona de conforto, estagnados e localizados no plano das ideias. Nenhum projeto iria para frente.

No entanto fogo demais, sem controle, pode causar estragos. E o fogo é capaz de consumir tudo de maneira irreversível. Aí é ladeira abaixo, porque não tem volta e o arrependimento toma conta, mas não tem o poder de fazer voltar no tempo para evitar o estrago. E o pior é que, nesses “incêndios”, eles acabam com tudo o que está na frente, inclusive com as pessoas.

Neste artigo, trazemos algumas sugestões para despertar o potencial de cada signo do elemento Fogo. O interessante desse elemento é que, entre os signos, existe muita diferença na forma como cada um manifesta essa chama interna. Vamos conferir?

Áries

Punhos fechados sobre mesa de madeira.

O mais impetuoso dos signos de Fogo. É também o mais radical, no que tange ao impulso e à forma de se jogar na vida. Consequentemente, é o que mais parece se arrepender das ações.

O ariano é esperto, cheio de vivacidade e pega tudo no ar. Ele é a soma de todas as fontes de fogo: ele cria as fagulhas, acende a fogueira e derrama a lava. Para esse nativo, não existe zona de conforto, mesmice, caminhos difíceis ou obstáculos.

Seu pioneirismo é inspirador, sua força de mergulhar no desconhecido admira e, ao mesmo tempo, espanta. É um verdadeiro guerreiro em qualquer causa e queima com a força do próprio fogo. Mas esse mesmo fogo tem um poder destrutivo, que vem aniquilando tudo o que toca. Isso pode magoar as pessoas mais queridas.

A fim de despertar o potencial desse nativo, devemos alimentar o fogo deles com amor, ternura, compreensão e sabedoria. Acolher o ariano com responsabilidade e dar-lhe espaço para mostrar suas capacidades e forças é um caminho válido para que ele faça valer tal potencial.

Se você é ariano

Tudo bem, é difícil pedir calma a quem tem a impaciência quase como o sangue que corre nas veias. Mas busque entender que tudo que é demais transborda, principalmente quando vem de uma explosão interna. Quando o vulcão entra em erupção, ele começa a dar sinais antes de liberar a lava. Tente se concentrar nesses sinais e adquira maturidade suficiente para entender que suas ações podem atingir pessoas, especialmente aquelas que lhe são caras.

Leão

Homem entre vegetação caminha em direção ao Sol.

Nessa tríade do Fogo, Leão é o signo em que o calor se mostra por meio da volúpia e do brilho do Sol. Apesar de conter em si uma chama ardente, os leoninos a mantêm de forma sustentada e equilibrada.

O fogo deles também está no calor humano, na forma alegre de levar a vida e no poder de inspirar as pessoas graças ao seu magnetismo. A extravagância também é algo que queima dentro deles como uma chama perene.

Assim como o Sol, os nativos de Leão são sua própria luz e a irradiam a todos ao seu redor. Com seu magnetismo, eles conseguem aquecer qualquer coração. Amam, estimulam e inspiram. São fiéis no amor e seduzem um único coração de várias formas. O único problema que pode atrapalhar seu poder de influenciar pessoas é que haverá horas em que a insegurança os fará se importar muito com o seu ego.

Para potencializar as capacidades desses nativos, devemos confiar no que eles fazem, validar a influência deles e deixar as coisas nas suas mãos. Não será um problema, porque eles sabem muito bem o que fazem.

Se você é leonino

Jamais deixe de brilhar. Seu brilho é poderoso e contagiante. Você é fonte de inspiração para muitas pessoas e elas veem no brilho dos seus olhos uma luz para mostrar o caminho. Mas não deixe a insegurança tomar conta, pois isso faz com que você se preocupe demais com o que pensam de você.

Sagitário

Mulher com os braços abertos observa o Sol.

O signo mais complexo da tríade. Aquele que sabe usar o fogo como uma forma de impulsionar sua liberdade. A flecha apontada para o alto significa a direção que esses nativos miram — não somente pela conquista, mas também, e principalmente, pela via da liberdade. Não adianta colocar barreiras contra os sagitarianos, porque eles escapam pelo alto, voando, assim como fez Dédalo ao fugir do Labirinto de Creta.

O fogo, nesses nativos, queima em forma de otimismo e alegria, além de abrir caminhos para desbravar novas aventuras. Sua vida está sempre em expansão, assim como a fumaça que resulta das labaredas.

Mas assim como a fumaça, que se perde no céu, o sagitariano precisa ter cuidado para não se dissipar de tal forma a perder suas características ou se distanciar das pessoas. Algo que não tem rumo pode significar falta de comprometimento. E pessoas sem rumo podem demonstrar desinteresse e falta de responsabilidade, especialmente emocionalmente.

Fixa, mutável ou cardinal? Descubra qual é a energia do seu signo!

Para despertar as potencialidades do sagitariano, a principal atitude é lhes dar espaço. Além disso, é preciso embarcar em suas aventuras, assimilando junto a ele essa paixão pela liberdade, evitando, ao máximo, prendê-los em uma gaiola.

Se você é sagitariano

Seu fogo é expansão, mas não seja fumaça por tanto tempo. Agregue-se. Não há nada de errado em manter raízes — ainda podemos ser replantados onde melhor coubermos. Você pode voar, explorar e desbravar o desconhecido. Mas aprenda a ter uma base chamada retorno.

O fogo é a chama que alimenta a alma

Chamas de fogo.

“Fogo” vem do latim “focus”, uma palavra que tem forte relação, entre outras coisas, com “casa”, “família”. E família é base; o lar é o nosso abrigo. O fogo aquece e acolhe, mantém a vida acesa e pulsando. Mas é preciso controle e responsabilidade, porque o fogo não poupa ninguém, nem si mesmo — quem nunca ouviu falar na queima de expansão, em que se combate um incêndio usando fogo contra fogo?

Se o seu signo é regido pelo Fogo e caso se você tenha se identificado com tudo o que descrevemos aqui, preste atenção em cada palavra e saiba como dar o seu melhor usando o elemento que rege você. Mas se você conhece algum nativo desses signos, leia as nossas dicas para despertar o potencial de cada um deles, pois, como já dissemos, a nossa força está sempre na união. E uma pequena chama pode se dividir em tantas outras, basta sabermos estender as nossas tochas e passar o fogo adiante.

Confira também: