Diferença entre solstício e equinócio

O solstício e o equinócio são dois fenômenos que ocorrem em decorrência da movimentação da Terra. Eles possuem extrema importância tanto para a ciência quanto para o universo místico, porque marcam a entrada de uma nova estação e oferecem um momento único e perfeito para a realização de diferentes tipos de rituais. Ambos são extremamente benéficos em nossas vidas.

Enquanto o lado científico permite que as pessoas se programem, planejem viagens e procurem aproveitar ao máximo a natureza no âmbito da agricultura e da pescaria, o aspecto místico oferece maior sensação de bem-estar aos indivíduos, seja pela sua mágica ou simplesmente pelo poder que a fé possui.

Embora a população tenha conhecimento de que esses acontecimentos são poderosos e importantes, são poucos que entendem, de fato, o que acontece durante esses períodos.

Com isso em mente, o Horóscopo Virtual decidiu criar um artigo que reúne todas as informações pertinentes a esses fenômenos, com o objetivo de tirar todas as suas dúvidas. Veja!

Equinócio e solstício: aspectos em comum

Folhas com cores diferentes representando as estações do ano

5 curiosidades sobre o solstício de verão e a Lua Cheia!

Antes de tudo, é importante saber que esses dois fenômenos compartilham algumas características. Além do fato de que ambos marcam o início de novas estações, eles também são decorrentes da movimentação e da inclinação da Terra.

Não só isso: eles ocorrem duas vezes ao ano, e em cada uma delas se tornam o símbolo do início de uma nova estação (verão e inverno, no caso do solstício, e primavera e outono, no caso do equinócio).

Por fim, é interessante entender que as duas categorias dos fenômenos ocorrem simultaneamente no hemisfério norte e no hemisfério sul. Enquanto um passa pelo solstício de inverno ou o equinócio de primavera, por exemplo, o outro passa pelo de verão ou de outono. Ou seja, o inverso acontece.

Solstício: o que é?

Terra em direção a raios luminosos mostrando o solstício

Solstício de Inverno: tudo sobre esse fenômeno!

Esse fenômeno natural possui relação com a inclinação da Terra, porque, dependendo da posição do planeta, existem locais que receberão mais ou menos raios solares.

Sendo assim, o solstício de verão faz referência ao momento em que um hemisfério é agraciado com maior presença do Sol, ou seja, em que as temperaturas são mais altas. Por causa disso, os dias são mais longos que as noites.
Em contrapartida, acontece o inverso no solstício de inverno: a região em questão apresenta um tempo mais frio. Sendo assim, é natural que as noites também passem a possuir duração maior do que os dias.

Nessa situação, o Sol fica em seu ponto mais distante da linha do Equador, o que explica essas diferenças gritantes e muito intensas de temperatura entre um hemisfério e o outro.

Equinócio: o que é?

Sol iluminando a Terra

A magia do Equinócio de outono!

No caso do equinócio, ambos os hemisférios receberão a mesma quantidade de luz. Isso acontece porque, nesse momento, o Sol está em seu ponto mais próximo da linha do Equador, aquela que é responsável pela divisão da Terra.

Por causa disso, nessa data, o dia e a noite possuem exatamente a mesma duração: 12 horas cada. Esse fenômeno pode ser explicado, também, por causa da inclinação da Terra; durante esse fenômeno, ela não oferece grandes diferenças aos hemisférios.

A determinação da estação que é marcada pelo equinócio, portanto, é feita com base não na diferença de incidência de sol em cada hemisfério, mas pelos diferentes efeitos que a mesma quantidade de raios ultravioletas causa em cada uma das regiões.

No equinócio de primavera, as temperaturas um pouco mais quentes fazem com que as árvores tenham a chance de florescer, antecedendo o verão. No equinócio de outono, o contrário acontece: um tempo mais gelado volta, fazendo com que as flores e folhas caiam, antecedendo o inverno.