Ogum Megê: o Orixá protetor que quebra feitiçarias

Quem segue qualquer religião que possui origem africana sabe exatamente qual é a importância dos Orixás não somente em suas vidas, mas também em todas as histórias que são contadas por essas crenças. Essas poderosas entidades, afinal de contas, são responsáveis por diferentes tipos de acontecimentos e possuem grande conexão com a natureza.

Assim, essas divindades têm como objetivo utilizar as suas habilidades místicas para garantir o balanço perfeito de todos os elementos da Terra ao mesmo tempo em que influenciam positivamente na vida de seus seguidores. Nesse cenário, é comum até mesmo que eles recebam certos títulos. Ogum, por exemplo, que ficou conhecido como o Orixá Guerreiro e Protetor.

Para entender essas nomenclaturas, contudo, devemos ficar atentos não somente às maneiras como essas importantes figuras se manifestam, mas também às suas histórias e origens. Isso porque é dessa forma que podemos entender muitas características de sua personalidade e, assim, também somos capazes de compreender a melhor forma de se comunicar com essas entidades.

Com isso em mente, o Horóscopo Virtual decidiu criar uma série de artigos que procuram explorar esses personagens tão importantes e poderosos para religiões como a umbanda e o candomblé, por exemplo. Neste texto, conheceremos um pouco mais sobre Ogum Megê. Confira!

Saiba qual é o planeta regente do seu Orixá!

A história e origem de Ogum Megê

Ogum Megê

Antes de se tornar uma entidade, Ogum era um guerreiro que, mesmo diante de batalhas consideradas impossíveis, não se deixava abater. Um dia, foi convocado para uma luta que não tinha data para acabar; ele poderia ficar lá por um dia, ou por anos.

Mesmo assim, não fugiu de sua responsabilidade. Ele foi para essa batalha, e ficou lá por sete anos. Entretanto, antes de ir à luta, pediu para que seu filho dedicasse um dia em sua homenagem. Nessa data, toda a população deveria jejuar e fazer silêncio.

Quando retornou, Ogum estava não somente cansado, mas com sede e com fome. Por isso, saiu batendo de porta em porta, pedindo por ajuda. Ninguém lhe dava atenção, e não se podia ouvir nem mesmo um pássaro piando, já que o silêncio naquela região era total.

Tomado pela raiva, dizimou toda a população. O ataque só foi finalizado quando seu filho apareceu em sua frente, explicando-lhe que todos estavam em silêncio, pois ele voltou justamente no dia de jejum que era realizado anualmente em sua homenagem.

Sentindo-se envergonhado e culpado, Ogum abriu um espaço no chão com a sua temida espada e, assim, enterrou-se de pé. Por conta disso, acabou fazendo parte da própria terra e, assim, tornou-se um Orixá.

De acordo com a umbanda, Ogum possui uma série de falangeiros, ou seja, espíritos que fazem parte de sua própria personalidade. Eles possuem a mesma história de origem, porém, também são constituídos de características próprias e específicas.

O Orixá Ogum Megê, por exemplo, conhecido por ser o Guardião dos Cemitérios por ter contato direto com a Linha das Almas. Valente e corajoso, ele está sempre oferecendo força pra que guerreiros continuem seguindo em suas lutas.

Além disso, também se acredita que ele possui conexão direta com o Povo Megê, que é uma corrente espiritual formada basicamente por soldados negros africanos.

A importância de Ogum Megê

Ogum Megê

Representante das lutas e das conquistas, o Orixá Ogum Megê é extremamente conhecido e respeitado no Brasil. Por esse motivo, é altamente procurado, principalmente por aquelas pessoas que precisam de proteção em situações perigosas.

Isso porque, por ser uma entidade extremamente forte, acredita-se que ele está sempre na frente da batalha, ao lado daquele que pediu por sua ajuda e resiliência.

Não só isso: seu poder é tanto que essa entidade é capaz até mesmo de quebrar feitiçarias feitas com o intuito de prejudicar uma pessoa. Por esse motivo, também é conhecido por esse feito.

Além disso, Ogum Megê realizou um trabalho muito importante para a evolução do ser humano ao oferecer o seu conhecimento não somente sobre guerras e batalhas, mas também sobre o seu trabalho com o metal.

Oferenda para Ogum Megê

Ogum Megê

Por ser considerado o Guardião dos Cemitérios, as oferendas que são realizadas à essa entidade devem ser colocadas em calçadas que ficam ao redor da Calunga Pequena, ou seja, que estão próximas a um cemitério.

Além disso, ele tem gostos muito peculiares. Agradar esse Orixá pode ser mais complicado do que se parece. Isso porque além de utilizar ingredientes bastante específicos, apesar de simples – que incluem manga, feijão fradinho, camarão e cerveja –, também é importante conhecer com propriedade a maneira de preparo exata das oferendas.

Sendo assim, é interessante possuir alguém bastante conhecedor do assunto ao seu lado na hora de preparar essa oferenda. E fique atento: Ogum Megê odeia quiabo, portanto, nunca coloque esse ingrediente em seu prato!

Aprenda a agradar cada um dos Orixás

Oração à Ogum Megê

São Jorge/Ogum Megê

É muito comum que Ogum Megê seja relacionado ao santo católico São Jorge. Por esse motivo, as pessoas que pedem proteção a esse Orixá normalmente utilizam orações que também são utilizadas por seguidores da outra religião. Dentre as mais populares, podemos destacar a seguinte:

 

“Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge.

Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem,

Tendo mãos não me peguem,

Tendo olhos não me enxerguem,

E nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal.

 

Armas de fogo o meu corpo não o alcançarão,

Facas e lanças se quebrarão sem ao meu corpo chegar,

Cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo amarrarem.

 

Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina Graça, Virgem Maria de Nazaré, me cubra com o seu sagrado e divino manto, me protegendo em todas as minhas dores e aflições. E Deus com a sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor, contra as maldades de perseguições dos meus inimigos.

 

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, me estenda o seu escudo e as suas poderosas anulas,

Defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza,

Do poder dos meus inimigos carnais e espirituais e de todas suas más influências,

E que debaixo das patas de seu fiel ginete,

Meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós,

Sem se atreverem a ter um olhar sequer que possa me prejudicar.

 

Assim seja com o poder de Deus e de Jesus e da falange do divino Espírito Santo. Amém.”

 

Entenda a relação entre os orixás e os santos católicos

Curiosidades de Ogum Megê

Multidão de pessoas levantando uma estatueta da imagem de São Jorge, à noite.

Por apresentar grande relação com São Jorge, essa entidade é altamente celebrada e homenageada no dia 23 de abril, ou seja, na mesma data que o santo cristão.

Além disso, o dia da semana que faz referência ao Orixá Ogum Megê é terça-feira. Por fim, as cores que possuem conexão com essa entidade são o vermelho e o branco.

Confira a carta de Ogum no Tarot dos Orixás!

Equipe Horóscopo Virtual