Os 5 piores hábitos de cada signo

Somos movidos a rotina, e nem sempre percebemos isso. Essa é uma verdade. Ainda que escolhamos não ter uma, é preciso que mantenhamos alguns hábitos. Desde pequenos, somos orientados a ter uma sequência previsível de hábitos – hora para dormir, hora para comer, acordar, ir à escola todos os dias no mesmo horário. Isso constitui os hábitos que fazem parte do estilo de vida de cada um de nós.

De acordo com psicólogos, por serem repetidos de forma sistemática, os hábitos têm um papel fundamental na economia de energia por parte do cérebro, deixando nosso organismo livre para gastar essa energia em outras situações mais necessárias. Portanto, fazer tudo diferente todos os dias demanda do nosso cérebro um esforço muito maior, que poderia estar sendo empregado em circunstâncias que demandem uma ação menos presumível. Para manter a nossa sobrevivência, nosso cérebro tende a nos colocar sempre em zona de conforto, o que nos causaria menos esgotamento. Mas, justamente por tratarem de algo que fazemos sempre de forma instintiva – e que nos mantém nessa zona de conforto –, alguns hábitos podem ser prejudiciais ou mesmo evitar nosso crescimento pessoal ou profissional.

Separando o joio do trigo

Por essa razão, é importante que nos esforcemos para manter, preferencialmente, os bons hábitos, pois eles influenciam ações que mantêm nossa saúde física e mental em um estado de qualidade crescente. Por exemplo, adotar o hábito de se alimentar bem permite manter saúde em dia e, em longo prazo, uma vida com menos riscos de contrair doenças decorrentes das más práticas. Exercitar-se regularmente segue essa mesma lógica. Assim, envelhecemos de forma saudável e, com isso, mais independentes de cuidados médicos. Eis outros bons hábitos que podemos – e devemos – adotar: praticar a empatia, ler livros, buscar melhorar constantemente no aspecto pessoal, entre outros. Se você ainda não os tem, vale a pena o esforço para mudar isso. Basta praticar.

Por outro lado, também tendemos a manter instintivamente maus hábitos, o que é prejudicial para o nosso corpo e nossa mente. O resultado dessa rotina pode trazer importantes transtornos à nossa saúde física e emocional. Por exemplo, fumar é um péssimo hábito. Mas, para alguns, é o caminho mais rápido para aliviar uma situação tensa. Em vez de buscarmos uma alternativa menos nociva, nosso cérebro nos mantém nessa zona de conforto, mas que, nesse caso, trabalha contra a nossa saúde – todos sabemos dos males causados pelo tabagismo.

Outros hábitos que precisam ser eliminados o quanto antes de nossas vidas: procrastinar, sentir inveja, alimentar-se mal, dormir de maneira inadequada, não se planejar, entre outros.

A chave para tudo é a prática! Tanto para a manutenção dos bons hábitos quanto para a eliminação dos maus. Identifique os resultados dos maus hábitos e trabalhe sua mente na direção de uma mudança. É preciso ter força de vontade e disciplina para se transformar, mas o resultado é uma vida mais saudável e satisfatória.

Hábitos e signos

Você já parou para se perguntar quais são os hábitos que mais se destacam em você? Na sua jornada para o autoconhecimento, você conseguiu identificar os seus melhores e piores comportamentos recorrentes? E se você soubesse que o seu signo pode ter uma certa influência sobre a forma como você reage instintivamente e como faz disso uma rotina? Sim, existem hábitos e comportamentos típicos de cada signo, que podem ser benéficos ou prejudiciais a você.

Neste artigo, vamos nos concentrar nos maus hábitos. Quanto aos melhores, se você souber identificar, é só continuar adotando-os. Separamos aqui os cinco piores de cada signo. Veja se algum deles te representa.

Áries

Homem branco engravatados sentada num metrô olhando para relógio de pulso.

Arianos são conhecidos por seu jeito arrojado e impetuoso, e, quando se trata de piores hábitos, a maioria está relacionada a esse aspecto.

Agir por impulso, não ter paciência, perder a razão e interromper os outros são quatro péssimos hábitos ligados a essa impetuosidade. A dica aqui, para todos eles, é: exercite a paciência. Aprenda a respirar antes de tomar uma decisão, planeje tudo e sempre pense nas possíveis consequências. Sempre vai existir o pior cenário, e você deve considerá-lo. Pense antes de falar e saiba ouvir os outros. Não se trata somente de você, e a sua visão de mundo não é a única.

Sofrer por antecipação é outro grande problema para os nativos desse signo. Não adianta criar uma história na cabeça se ela ainda não aconteceu. O planejamento, como já dito, permite-lhe ser precavido e resguardado. Mas não adianta sofrer antes da hora, pois isso atiça a sua ansiedade, o que faz com que o círculo vicioso do ímpeto faça seu cérebro trabalhar nesse looping. Respire e tente analisar tudo de maneira objetiva.

Touro

Mulher branca de cabelos curtos e pretos, segurando celular, com expressão irritada.

Taurinos não gostam muito de mudanças e detestam que “mexam no queijo” deles. Isso gera, portanto, quatro principais hábitos: o medo de mudar, a teimosia, o autoritarismo e a desconfiança, mais que péssimas atitudes, tornam-se os piores inimigos desses nativos. Não adianta, as mudanças vão acontecer, e você não pode fazer nada a respeito. O jeito é aceitar e fazer disso um mantra.

Descubra quais são os hábitos mais comuns de cada signo

Em decorrência desse medo de mudar, o taurino não se abre a muitas situações quando está em sua zona de conforto, o que faz com que ele tenha o hábito de dizer não a muitas coisas (o quinto e último da nossa lista). Pode estar perdendo ótimas oportunidades e a chance de ter uma perspectiva que o favoreça. Procure aceitar algumas coisas. Quem sabe não é algo que vai cair no seu gosto e mudar sua vida para melhor, trazendo-lhe ainda mais segurança, que é algo que você preza muito?

Gêmeos

Homem branco sentado com a mão no cabelo enquanto usa um notebook.

Geminianos podem ser bastante irritantes para muitas pessoas, mas, no fundo, são seres incompreendidos. Na maioria das vezes, não é intenção deles gerar tanto estresse. Mas a falta de foco faz com que “atirem” em todas as direções, cometendo, em consequência, muito mais erros do que acertos.

Não saber guardar segredo é um hábito bem comum a um geminiano. Isso pode soar como prática de pessoas fofoqueiras. Uma dica é: valorize a informação em vez de se valorizar como detentor dela (ela não é um troféu que você deve ostentar). Pense que é a vida dos outros que você estará expondo.

Para fechar a lista, estes são os hábitos restantes: viver distraído, fazer várias coisas ao mesmo tempo, desistir no meio do caminho e não conseguir relaxar. Esses quatro fatores são uma constante na vida de um geminiano. Procure entender: você não vai dar conta de tudo ao mesmo tempo, ainda que tenha a impressão de que consegue. Seja persistente, busque terminar tudo o que começou (essa é a pior das desconstruções para quem é de Gêmeos). E muito importante: aprenda a fazer uma pausa. Você acha que está ganhando tempo, mas no fundo o está subutilizando. Administre-se melhor.

Câncer

Duas mulheres sentadas em cadeiras e mãos apoiadas numa mesa branca.

Para o canceriano, nada melhor que a rotina. A vida sem uma “âncora” deixa esse nativo à deriva. Isso faz com que ele tente criar vínculo com tudo e todos à sua volta. Isso pode trazer hábitos como carência afetiva, um jeito, por vezes, invasivo e a mania de fazer tempestade em copo d’água por quase tudo. Fazer-se de vítima e expor demais seus sentimentos (até para quem não quer saber) são outros dois hábitos que podem ser malvistos.

Entenda que você precisa ser o capitão do seu navio e enxergar que não existe metade da laranja para te completar, você é um ser completo. Então pare de choramingar e exigir atenção, dê espaço para as pessoas respirarem. Nem todo mundo está interessado em saber o que se passa na sua cabeça e no seu coração. É hora de amadurecer e curar as próprias feridas. É um exercício que requer tempo, e não há melhor remédio do que o tempo.

Leão

Homem branco com expressão brava apontando para a câmera.

Os leoninos são pessoas que querem chamar sempre os holofotes para si. Eles precisam estar no centro de tudo, sem concorrência ou algo que – na mente deles – possa ofuscá-los. Isso pode trazer uma mania de perseguição, por acharem que todo mundo se importa com eles. Outros quatro hábitos também precisam mudar: arrogância, egoísmo, teimosia e vontade de opinar sobre tudo, não aceitando que o outro se sobressaia. Esses não são apenas defeitos, mas práticas corriqueiras que, provavelmente, esses nativos não conseguem identificar como nocivas, porque acham sempre que estão no seu direito.

Você não está sempre com a razão. Procure ser mais altruísta e valorizar o mérito alheio. Não despreze uma opinião nem deboche de quem discorda de você. Outra coisa importantíssima: aprenda a calar-se. O fato de ter opinião sobre algo não significa que você tenha que a expor. E lembre-se de que, em algum momento, alguém vai brilhar mais que você. Portanto, pratique mais humildade – esse é o melhor (e mais difícil) hábito a ser cultivado por um leonino.

Virgem

Letras de madeira formando frase em inglês, traduzida: feito é melhor do que perfeito

Virginianos são perfeccionistas. E isso todo mundo já sabe. Essa questão de ser muito analítico traz hábitos que podem até afastar as pessoas de sua vida. Não fazer elogios, buscando sempre um ponto negativo no que o outro faz, é um dos piores hábitos desse nativo. Ele quase nunca tem uma palavra elogiosa a alguém. Mesmo que tenha sido feito um bom trabalho, ele só consegue criticar. Isso leva a outros hábitos – criar altas expectativas, cobrar demais dos outros e de si mesmo, buscar defeito em tudo e não ser muito crédulo.

Acredite, as pessoas estão fazendo o seu melhor. Tenha fé nelas. Aprenda a valorizar, sem usar o raio X do seu criticismo. Procure olhar com mais empatia, nem todo mundo tem a sua capacidade de adaptação e facilidade de aprender e resolver as situações. Exercite o elogio – não custa nada, faz bem para o seu coração também. Não estabeleça fronteiras na capacidade dos outros. Só eles sabem o quanto podem e o quanto não podem. Apenas aceite as pessoas – e os defeitos delas.

Libra

Mulher branca com expressão surpresa segurando bolas escritas

Librianos são conhecidos por sua incapacidade de decisão, o primeiro hábito identificável neles. O segundo é uma carência que revela um desejo de se sentirem aceitos (talvez isso resulte nessa indecisão, pois não sabem se vão conseguir agradar aos outros). Essa carência dá ensejo ao terceiro pior hábito desses nativos: estar “em cima do muro”. Essa mania de dar opiniões neutras para não desagradar a nenhum dos lados acaba sendo vista como hipocrisia e falta de posicionamento. Outros dois hábitos marcantes são a falta de independência e a necessidade de ponderar tudo.

Como pudemos perceber, os maus hábitos dos librianos estão todos inter-relacionados. Parecem estar contidos uns nos outros, como as matrioskas – aquelas bonecas russas que se encaixam umas nas outras. Basicamente, a raiz dos principais hábitos desses nativos é a necessidade de pertencimento. É a partir dessa necessidade que os outros comportamentos vão se revelando. Se você exercitar o autoconhecimento e o amor-próprio, desvencilhando-se da necessidade de ser aceito por um grupo, saberá que é só você que basta para si mesmo. Aprenda a expressar sua opinião, mesmo que ela vá contra tudo e contra todos. Quem precisa ser agradado por você é só você mesmo.

Escorpião

Mão branca masculina manipulando marionete.

Os nativos desse signo são conhecidos por sua necessidade de ter tudo sob controle. Eis o primeiro dos seus piores hábitos: mania de manipular. Eles precisam ter o controle sobre todas as situações, querem que as pessoas façam tudo que eles desejam. O não atendimento desse capricho traz um segundo hábito: desejo de responder a tudo de forma vingativa, por conta de um ressentimento gerado pela frustração em não ter sido atendido. Os outros três hábitos são: ser obsessivo com a maioria das situações, ter pavor de fracassar (e por isso vive em constante sobressalto, pelo medo de não dar certo) e ser muito reservado em tudo, dada a desconfiança sobre os outros, principalmente quando sente que não pode controlar a situação.

A dica aqui é uma verdade inexorável: não temos controle sobre absolutamente nada. Viver olhando por sobre os ombros, desconfiando até da própria sombra, gera um estresse praticamente infinito. Isso vai gerar uma necessidade maior e mais desgastante de tentar controlar ainda mais as situações e pessoas. Sobre o jeito ressentido que resulta no desejo de vingança, já reza o velho ditado: “Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra”. Portanto, é uma grande perda de tempo ressentir-se por coisas que nem sempre são seus direitos. Aprenda a deixar as coisas fluírem e abra-se um pouco mais. Apesar de não parecer possível, existem pessoas dignas da nossa confiança.

Sagitário

Close em mulher branca e loira, usando blusa de gola alta preta.

O jeito aventureiro do sagitariano pode criar a imagem de uma pessoa irresponsável. Sendo assim, o primeiro de seus piores hábitos é a tendência a se arriscar quase em todas as situações. Tudo parece uma aposta, um emocionante jogo de perde e ganha. A necessidade de viver a vida como se ela fosse uma aventura traz o segundo hábito: a tendência a se entediar com facilidade. Os outros três são: quebra de promessas (por não se comprometerem muito com ideias fixas), falta de planejamento e superficialidade no trato de vários assuntos.

Em primeiro lugar, comprometa-se com as pessoas. A vida pode ser uma jornada incrível, mas, em algum momento, ela deixa de ser aquela aventura utópica e precisa de pés no chão, responsabilidade e comprometimento. Não prometa aquilo que não pode cumprir, diga que não vai fazer e pronto. Evite gerar uma expectativa em alguém que está contando com você. Mergulhe de vez em quando no universo dos outros, eles também precisam de uma certeza sobre a sua estada na vida deles.

Capricórnio

Mulher branca e loira com notebook no colo e escrevendo em um caderno.

Capricornianos são famosos por sua ambição. E não tem nada de errado nisso, porque eles quase sempre buscam realizar seus sonhos por meio de muito trabalho, na maioria das vezes, bastante árduo. O problema de querer muito alcançar um patamar social e financeiro é que isso cria neles o primeiro hábito: ver tudo de forma calculada e até mesmo fria. Outros quatro hábitos desse nativo são: dificuldade de criar laços, tendência a não se desviar de seus objetivos por nada neste mundo (nem que seja para o bem de quem eles amam), incapacidade de se contentar com o que conquistam (pois sempre vivem em busca de mais) e excesso de trabalho, até mesmo deixando a vida social, amorosa e familiar um pouco em segundo plano.

Evite esses três hábitos e seja feliz!

A questão aqui é: vale a pena tanto esforço, ignorando até as pessoas importantes na sua vida? Se você está sempre em movimento ascendente, na busca pelo sucesso, por que não traçar metas mais constantes, porém menos agressivas? Assim você tem tempo para dedicar-se também a coisas que promovam o prazer e contentamento. Busque entender que TER não é o sentido da vida. Não levamos nossos bens para o caixão. Mas o amor e os relacionamentos que construímos com as pessoas são o verdadeiro legado desta vida.

Aquário

Mulher branca com mão no rosto num fundo escuro.

Esse é o nativo questionador. Ele acha que o mundo sempre pode melhorar e que as pessoas precisam estar bem. Ele pensa demais nos outros. Isso é bom, porque mostra que alguém ainda tem empatia neste mundo. Mas, por outro lado, cria um hábito que pode não ser tão satisfatório: achar que precisa frequentemente fazer as coisas pelos outros (mas quase sempre do seu jeito). Os outros hábitos são: excentricidade em todas as circunstâncias (depois que se acostuma com esse modo de ser, acha que deve ser assim sempre e que os outros têm que aceitar), dispersão, necessidade de contestar tudo e obsessão por coisas novas (tudo fica muito obsoleto rapidamente para ele).

Primeira questão: você não vai salvar o mundo todo dia. Procure olhar mais para si, no sentido de se cuidar e também de lapidar algumas características. Em segundo lugar, não descarte as coisas. Tudo realmente fica velho, novas tecnologias surgem, mas querer uma novidade atrás da outra demonstra uma necessidade de não estar por fora de nada, um consumismo que vai no caminho contrário à sua vontade de fazer o mundo melhor. E, por último, mas não menos importante: seu jeito peculiar nem sempre vai ser aturado pelos outros, então saia um pouco desse personagem e aja com mais resiliência. Ninguém é obrigado a ser colocado contra a parede o tempo todo por você e seu jeito contestador.

Peixes

Menina com traços asiáticos soltando bolhas de sabão.

O signo mais sensível e intuitivo do Zodíaco tem as emoções como sua força motriz. Para ele, o mundo ideal é aquele em que as pessoas oferecem o que têm de melhor. Não há nada de ilegítimo nisso, mas o problema é que pode gerar nesse nativo o hábito de viver idealizando as pessoas e as coisas. O segundo hábito é sempre acreditar nos outros – e não basta uma decepção para ele aprender, porque essa não é uma lição que ele é capaz de absorver para se blindar contra as próximas decepções. Os outros três piores hábitos do pisciano são: tendência a viver uma realidade paralela, por não aceitar as coisas ruins da vida; inclinação ao maniqueísmo (em que só existem dois lados de uma realidade – em geral o bem e o mal), justamente por achar que o bem precisa estar acima de tudo; e uma certa propensão à procrastinação, já que tende a empurrar as coisas mais desagradáveis para uma dimensão que raramente acessa.

Sua sensibilidade é a melhor parte das suas qualidades. Você precisa confiar mais nessa habilidade para evitar as recorrentes frustrações e decepções. Em vez de somente apontar sua bússola para o bem, procure ouvir o lado obscuro dessa intuição. Acredite: as pessoas são complexas, e, por motivos diversos e inexplicáveis, elas vão te decepcionar – não por serem ruins de todo, mas porque você espera demais delas, criando um mundo ideal em que elas se comportam segundo as suas projeções. Tudo bem, o mundo pode ser da cor que a gente pinta, mas aquilo que a gente pinta já existe de um jeito que não depende da nossa vontade. E o mais importante: ninguém é completamente bom ou mau. Todos temos um pouco desses dois atributos e, entre um e outro, uma infinidade de peculiaridades preenchendo nossa maneira de ser. Portanto nunca é uma moeda com dois meros lados – há um verdadeiro universo entre cara e coroa.

 

Se você se identificou com a maioria desses hábitos comuns ao seu signo, saiba que de vez em quando é bom exercitar a mente a nadar contra a correnteza. Pode ser um exercício cansável, mas é assim que construímos nossas forças mentais para reconstruir nossos comportamentos de forma a não alimentarmos mais nossos piores hábitos. É um processo hercúleo, que não se resolve da noite para o dia. Ele requer disciplina, regularidade, foco e o mais importante: o reconhecimento de que esses hábitos estão sendo nocivos à nossa saúde física e mental. Experimente mudar. Dê um passo de cada vez. Mas tente, você descobrirá o quanto é revigorante sair do esconderijo desse aparente e estagnante conforto.