Os jornalistas de cada signo

Você já pensou como nossa vida seria sem as notícias? Por exemplo, imagine só como o Brasil poderia ter sofrido ainda mais sem saber das notícias e experiência dos países que tiveram que lidar com a Covid-19 antes dele? Não saberíamos as medidas de proteção, não poderíamos aprender com os erros, e teríamos um número ainda maior de mortes! Esse é só um exemplo da importância do jornalismo.

Essa área é responsável pela informação, disseminação de conhecimento, entretenimento, denúncia, e como explicado anteriormente ela é até um meio de salvar vidas! Pensando numa forma de homenagear essa profissão e todos os profissionais envolvidos, nós separamos dois jornalistas de cada signo e contamos um pouquinho sobre eles a fim de enaltecer esse trabalho tão estimado!

Áries

Mônica Bérgamo – 23 de março de 1967

Para a Mônica é uma jornalista que trabalha para a BandNews FM e “Folha de S.Paulo”. Mônica evidenciou toda a dedicação típica ariana em sua profissão, sendo eleita para o prêmio Top 50 dos Mais Admirados Jornalistas Brasileiros em 2015.

Pedro Bial – 29 de março de 1958

Jornalista Pedro Bial numa palestra

Bial é um famoso jornalista que atualmente apresenta o “Conversa com Bial”. Ele já apresentou diversos programas, mas numa reportagem especial no deserto da Jordânia, enquanto entrevistava um grupo de beduínos, Bial foi convidado para jantar com eles e demonstrou toda a coragem de seu signo ao comer um olho de carneiro, seguindo as tradições daquela tribo.

Touro

Carlos Tramontina – 11 de maio de 1956

Tramontina é um famoso jornalista que já passou pelos programas “Bom Dia, São Paulo”, “SP Já”, “SPTV”, “Antena Paulista”, “Jornal Hoje” e “Jornal Nacional”. Ele tem um amor pelo alpinismo e em 2004 publicou o livro “A Morada dos Deuses – Um Repórter nas Trilhas do Himalaia”, e não há dúvida de que ele precisou de muita persistência e dedicação taurina para conquistar isso.

Mariana Godoy – 14 de maio de 1969

Jornalista Mariana Godoy em entrevista com Michel Temer

Mariana é a típica taurina provando que com persistência é possível chegar longe! Ela já apresentou diversos programas, como “Jornal Hoje”, “SPTV”, “Bom Dia, São Paulo”, além de ter feito reportagens para todos os telejornais da rede globo no ano de 1992. Seu trabalho mais recente é como apresentadora no “Aqui na Band”.

Gêmeos

Sandra Annenberg – 5 de junho de 1968

Jornalista Sandra Annenberg ao lado de um boneco de cachorro

Sandra iniciou sua carreira como atriz, e depois realizou trabalhos como jornalista, apresentando o “Jornal Hoje”, o programa “Como Será?” e o “Globo Repórter”. Sua índole comunicativa e artística, de uma típica geminiana, vem desde cedo, quando ela costumava passar as férias nos estúdios da TV Cultura, onde sua mãe trabalhava, além de já ter realizado diversos comerciais quando criança.

Eduardo Barão – 13 de junho de 1977

Barão é um jornalista com mais de 20 anos de experiência em rádio. Ele é o principal âncora da rádio BandNews FM, e, como o rei da comunicação proveniente de seu signo,

ele já foi indicado cinco vezes como finalista na categoria ncora de Rádio do Prêmio Comunique-se (premiação de maior credibilidade do país).

Câncer

Valéria Almeida – 3 de julho de 1983

Valéria é jornalista pós-graduada pela FAAP e é famosa pelo seu excelente trabalho no programa “Profissão Repórter”, em 2011, além de aparecer com reportagens no programa “Encontro com Fátima Bernardes” e “É de Casa”. Ela ainda é conhecida por sua linguagem documental, e foca seu trabalho principalmente em questões socioculturais, revelando um traço protetivo canceriano.

Ricardo Boechat – 13 de julho de 1952

Jornalista Ricardo Boechat vestido de terno

Boechat é a lenda da rádio, ele foi aquele profissional que até criança que só queria ouvir música no rádio acabava parando para escutar o trabalho dele na BandNews FM. Boechat tinha uma linguagem que atraía a todos e uma sensibilidade sem igual, tendo sido o maior vencedor da história do Prêmio Comunique-se. Além disso, ele era pai de seis filhos, dono de uma grande família, assim como o canceriano gosta!

Leão

Christopher Charles Cuomo – 9 de agosto de 1970

Cuomo é um jornalista norte-americano conhecido por apresentar o “Cuomo Prime Time”, na CNN. Ele já recebeu muitas nomeações como jornalista para o prêmio Emmy Award, mas um fato curioso de sua carreira foi em 2017, quando apresentava “Inside with Chris Cuomo”. Esse programa focava em histórias que afetavam pessoas reais em cidades reais dentro dos Estados Unidos, revelando um caráter bastante generoso típico do signo de Leão.

Maria Júlia Coutinho – 10 de agosto de 1978

Jornalista Maju Coutinho vestida de blusa amarela

Maju ficou bastante conhecida na época em que apresentava a previsão do tempo nos jornais da Rede Globo. Ela foi a primeira jornalista negra a ser parte do corpo jornalístico fixo do “Jornal Nacional”, e seu trabalho mais atual é apresentando o “Jornal Hoje”. Maju tem uma presença sem igual e é um destaque constante na TV, assim como a energia leonina sugere!

Virgem

Heraldo Pereira – 1º de setembro de 1961

Heraldo trabalhou para diversos jornais locais antes de fazer matérias para o “Jornal Nacional”. Ao longo de sua carreira, ele apresentou matérias focadas em política, sempre cobrindo eleições e debates. Sua dedicação, senso de responsabilidade coletiva e comprometimento o levaram a ser o primeiro jornalista negro a apresentar permanentemente o “Jornal Nacional”, em 2002, e atualmente ele é apresentador do “Jornal das Dez”.

Fátima Bernardes – 17 de setembro de 1962

Jornalista Fátima Bernardes com mão levada ao queixo e expressão sorridente

Fátima Bernardes é conhecida por seu trabalho como jornalista no “Fantástico”, “Jornal Hoje”, “Jornal Nacional” e atualmente em seu programa “Encontro com Fátima Bernardes”. Agora, além de jornalista, ela também é bailarina desde criança, como costuma falar em seu programa. Todo esforço e precisão que essa atividade requer nos faz ver que não é à toa que seu signo é virgem!

Libra

Evaristo Costa – 30 de setembro de 1976

Evaristo é um dos apresentadores da CNN, mas ficou bastante conhecido na época em que apresentava o “Jornal Hoje”. Evaristo é o comunicador típico libriano, a relação que ele criou com o público permaneceu mesmo durante seu período de desligamento da Rede Globo, e nem precisamos mencionar que ele ganhou duas vezes como melhor jornalista o Prêmio Quem de Televisão.

Patrícia Poeta – 19 de outubro de 1976

Como nativa de um signo da comunicação, Patrícia se formou em comunicação social pela PUC-RS, e trilhou seu caminho na TV Bandeirantes e na Rede Globo posteriormente. Sua função mais atual é como uma das apresentadoras do “É de Casa”.

Escorpião

Monalisa Perrone – 12 de novembro de 1969

Monalisa é âncora no “Expresso CNN”. Ela trabalhou como repórter na Rádio Bandeirantes, mas fez sua carreira, com a ajuda do seu senso de pesquisa escorpiano, na Rede Globo, apresentando eventualmente “SPTV”, “Bom Dia, São Paulo” e “Jornal Hoje”. Monalisa ainda venceu quatro vezes como melhor repórter do país o Prêmio Troféu Mulher Imprensa.

William Bonner – 16 de novembro de 1963

Jornalista William Bonner vestido de terno frente à bancada

William Bonner é a personificação da paixão escorpiana. Seu amor pelo jornalismo o tornou uma celebridade dos jornais. Ele já apresentou o “SPTV”, o “Fantástico”, o “Jornal da Globo”, o “Jornal Hoje” e o “Jornal Nacional”, em que ficou mais conhecido. Além de ser apresentador de um dos jornais de mais peso do país, ele ainda é editor-chefe do mesmo programa.

Sagitário

Fernanda Gentil – 23 de novembro de 1986

Jornalista Fernanda Gentili vestida de blusa preta

Gentil apresenta um quadro no “É de Casa” e o programa “Se Joga”. Contudo, sua carreira foi consolidada junto com seu amor pelos novos horizontes – característica sagitariana. Gentil ficou conhecida por seu jornalismo esportivo, o que foi bem inusitado, uma vez que essa área ainda era bastante dominada por profissionais do sexo masculino.

Arnaldo Jabor – 12 de dezembro de 1940

Jabor tem diversas obras como cineasta, como o filme “Eu Sei Que Vou Te Amar”, mas após a crise do governo Collor ele encontrou no jornalismo seu novo ganha-pão. Ele chegou a participar de programas como “Jornal Nacional”, “Jornal da Globo”, “Jornal Hoje”, “Fantástico”, “Rádio CBN”, e sua cereja do bolo foi sempre sua ironia, característica também atrelada ao signo de Sagitário!

Capricórnio

José Simão – 31 de dezembro de 1943

Simão tem uma coluna no jornal “Folha de S.Paulo”, tem um site oficial no portal UOL com seu programa “Monkey News” e “Ondas Latinas”, além da sua famosa coluna Buemba!, Buemba!, na rádio BandNews FM. Simão é conhecido por sua linguagem coloquial e ainda que não tenha chegado ao jornalismo como a maioria das pessoas (ele começou a fazer direito, e após ter desistido foi para Londres, onde fazia uns bicos para a BBC – como ele mesmo disse) seu comprometimento capricorniano e sua linguagem tão única o levaram a caminhos de sucesso no jornalismo!

Christiane Maria Heideh Amanpour – 12 de janeiro de 1958

Jornalista Christiane Amanpour

Christiane Amanpour é jornalista e apresentadora de televisão britânico-iraniana. Seu trabalho duro, característica proveniente do signo de Capricórnio, lhe ajudou a conquistar o cargo de âncora-chefe internacional da CNN. Christiane também apresenta um programa noturno de entrevistas, “Amanpour”, da CNN Internacional.

Aquário

Oprah Winfrey – 29 de janeiro de 1954

Apresentadora Oprah Winfrey numa palestra

Oprah é uma mulher de muitos talentos: atua em diversas profissões, como atriz e psicóloga, mas ela também é jornalista! Oprah é superinfluente na mídia, e seu jeito inovador e comunicativo aquariano lhe garantiu holofotes para suas críticas literárias, além de guiá-la a diversos prêmios Emmy por seu programa “The Oprah Winfrey Show”.

Ricardo Amorim – 10 de fevereiro de 1971

Ricardo Amorim é apresentador de televisão e colunista da revista “IstoÉ”, além de já ter trabalhado como colunista para a “Gazeta do Povo”. Amorim é formado em economia, e sua comunicação aquariana o leva a um patamar diferente! Sua contribuição como jornalista é a linguagem fácil e acessível, e esse é um dos seus maiores diferenciais.

Peixes

Luciana Barreto – 24 de fevereiro de 1977

Jornalista Luciana Barreto vestida com vestido verde

Luciana é âncora na “Visão CNN”, e começou sua carreira como estagiária no canal Futura. Como uma boa pisciana, de sensibilidade sem igual, Luciana ganhou diversos prêmios, como o Prêmio Nacional de Jornalismo Abdias Nascimento, em 2012, pelo programa “Caminhos da Reportagem – Negros no Brasil: Brilho e Invisibilidade”, e o prêmio “Sim à Igualdade Racial”, na categoria “Em Pauta”, por seu trabalho na mídia contra o racismo, em 2018.

Cláudio Barcellos de Barcellos – 5 de março de 1950

Caco Barcellos é escritor e outra lenda do jornalismo brasileiro, especializado em investigação e documentários. Ele já foi correspondente internacional em Nova York, trabalhou para a “IstoÉ”, “Veja”, “Profissão Repórter”, “Fantástico”, “Jornal Nacional” e “Globo Repórter”. Sua sensibilidade pisciana o faz ver além, tanto que em seu livro “Rota 66 – A História da Polícia Que Mata” lhe garantiu o Prêmio Jabuti, em 1993, além de outros oito prêmios de direitos humanos.

Bônus

Anne Frank – 12 de junho de 1929

Ironicamente quase a maior parte dos jornalistas é geminiana. E outra indicação de que Anne Frank nasceu para a profissão também está no seu signo. Ainda que Anne não tenha vivido o suficiente para ver sua obra, “O Diário de Anne Frank” – seus relatos pessoais durante a Segunda Guerra Mundial –, virando arte e jornalismo, nós deixamos este espaço dedicado somente a ela em homenagem à sua coragem e amor ao jornalismo e à comunicação, característica tão geminiana e tão presente em sua personalidade. Sua obra é mais um lembrete da importância do jornalismo como forma de denúncia e conhecimento.