Dicas do que fazer quando o relacionamento esfriar

Ter um relacionamento amoroso não é tarefa fácil, como muitos pensam. Não existem metas assertivas que levarão você e o seu amor ao tão esperado “felizes para sempre.” Relacionamento é construção diária, progressiva e sem pausa. Sempre existirão pequenos ajustes a serem feitos, novos temas para serem levados em consideração e divergências. Afinal, pensar em relacionamento é pensar que um relacionamento sempre acontece no plural, e isso significa que universos distintos vão conviver e, consequentemente, colidir às vezes.

Não é sempre fácil conviver com o outro, se relacionar. Isso porque cada indivíduo carrega uma bagagem própria de históricos, aprendizados, traumas, dores, sonhos, e a lista segue infinda. Para um relacionamento ser saudável, em primeiro lugar, é importante que ambos os envolvidos tenham a consciência de que é necessário cada parte ser comprometida com 50%. Ambos doam e ambos recebem. Quando uma das partes não corresponde a essa fluidez, o relacionamento certamente sofrerá alguma defasagem, e, consequentemente, a relação vai esfriar.

São muitos os motivos capazes de contribuir para que uma relação esfrie, seria impossível nomeá-los um a um. Mas as razões mais comuns para que isso aconteça são: falta de diálogo, pouca escuta do outro, falta de clareza das necessidades pessoais, dificuldade em fazer acordos, intolerância diante do espaço do outro, desigualdade entre dar e receber, entre outros. Quando esses acontecimentos passam a surgir na vida de um casal, é muito comum que o relacionamento termine ou que os envolvidos não tenham a paciência de trabalhar as questões conflituosas, levando ao fim do namoro ou do casamento.

Os términos decorrentes dessas razões comuns que levam a discordâncias ou conflitos normalmente seguem o fluxo padronizado de resistência a mudanças, ajustes. Algo sempre precisa morrer para outra coisa nascer no lugar, essa é uma regra da vida. Mas o que muitos não entendem é que algumas coisas podem ser trabalhadas, restauradas, regeneradas e ressignificadas através de diálogo, escuta sincera e pequenos acordos mútuos. É claro que alguns relacionamentos não resistirão a certos acontecimentos, esse é um histórico muito particular e pessoal de cada casal. Mas muitos relacionamentos terminam quando não precisam terminar, quando algumas pequenas atitudes bastariam para romper com o frio e a distância instaurados. Mas, para dar certo, ambos os envolvidos devem, em primeiro lugar, ter disposição.

Se você tem um relacionamento que deseja manter, não se assuste caso ele esfrie de vez em quando. É muito importante compreender que a mesma oscilação que a vida tem, de altos e baixos, um relacionamento também tem. Por isso, às vezes ele será mil maravilhas, mas vez ou outra enfrentará algumas dificuldades em graus diversos. Quando isso ocorrer, em primeira instância, busque avaliar o seu relacionamento e reconhecer o que está “faltando” ou causando “distanciamento” da sua parte, tanto físico quanto em diálogos, comprometimentos, ideias, entre outros. Lembrando que não se pode mudar o outro, portanto só lhe cabe avaliar as suas próprias atitudes e sentimentos. Você pode propor algumas coisinhas que certamente auxiliarão na resolução de conflitos e na aproximação de vocês dois como um complemento do diálogo que existir. São elas:

1- Conversar com clareza, esclarecendo pendências

Homem e mulher sentados na frente de um telão, conversando

Quando enxergar os seus motivos e razões, leve-os ao outro através de diálogo e escuta sincera. É muito importante saber ouvir, ouvir com o coração, para compreender verdadeiramente o que também está causando distanciamento em seu(sua) parceiro(a). Ambos trocarão informações significativas sobre sentimentos, necessidades, sendo esse um momento muito valioso na vida de um casal. Aproveite-o bem. Esse também é um ótimo momento para trocarem informações sobre o que é importante para cada um individualmente e como casal, estipulando pequenos acordos entre vocês que podem ajudar no cotidiano.

2- Colocar em dia planos que não saíram do papel

Homem e mulher rindo sentados em uma cachoeira

Sabe aqueles vários “sonhos” que vocês fizeram juntos, acordados, como algo que sempre trouxe ao relacionamento um gostinho de “quero mais” de “manter a chama acesa”, mas que, por alguma razão da vida, da rotina, dos dias, vocês acabaram não tirando do papel? Entenda que é muito importante não deixar os sonhos dormirem sobre o papel. Validá-los também valida o relacionamento, auxilia na firmeza da base que vocês constroem todos os dias, pois os sonhos são pilares muito importantes. Assim, dar vida e realização a um sonho não realizado certamente resultará em aproximação integral de vocês.

3- Fazer algo inusitado e novo

Casal em um parque fazendo um piquenique

Nada mais eficaz para acender a chama de um casal que fazer algo inusitado e novo. Nesse momento, seja criativo! Use todas os seus conhecimentos sobre seu(sua) parceiro(a), use e abuse da sua criatividade! Pense em algo que vocês dois amariam fazer juntos e se organize para colocar em dia.

Você também pode gostar:

Pequenas coisinhas simbólicas já trazem luz e vida a um relacionamento. Não é preciso muito, é preciso somente ser sincero e de coração.

4- Viver o momento presente

Casal de duas mulheres deitadas na grama

Muitos casais acabam se distanciando pois, quando estão juntos fisicamente, ainda assim não conseguem estar “presentes” de fato, seja por distrações de redes sociais, pensamentos, entre outros. Por isso, quando estiver na companhia de seu(sua) parceiro(a), se esforce para prestar atenção no momento que está sendo vivido, focando a sua mente no presente. Uma dica boa é afastar-se do celular, computador, qualquer coisa que possa te distrair. Preste atenção na sua companhia e você perceberá muitas coisas sobre ela. Entregue-se à experiência!

5- Investir em momentos de intimidade

Casal abraçado e deitado na cama

Para muitos casais a intimidade tem grande relevância no relacionamento. Por isso, invista em momentos de intimidade, use e abuse do seu romantismo! Realizem fantasias, viagens, coisinhas que apimentem a relação de vocês de acordo com aquilo de que vocês gostam. Desfrute da sua companhia, namorem, elaborem na rotina mais momentos para que essa intimidade possa florescer. E aproveitem a viagem!!

Aplicando essas dicas e praticando o diálogo e a escuta, o equilíbrio entre dar e receber e com a aceitação de seu(sua) parceiro(a), o relacionamento tende a fluir progressivamente. Confie em você e em seu(sua) parceiro(a), pois um sentimento verdadeiro resiste a oscilações e passa por altos e baixos! Não desista do que considera que não vale a pena desistir! Boa sorte!