O perdão é a arma daqueles que são livres

Hoje, eu quero conversar com você sobre um assunto delicado, mas de extrema importância quando se quer alcançar a iluminação e ser feliz. Mesmo para quem ainda está começando a dar os primeiros passos na espiritualidade ou quem nem almeja nada disso, falar de perdão é falar de bem-estar, felicidade, sucesso, conquistas positivas, é falar de paz. Perdoar é uma arte que requer muita maturidade e humildade. 

Não é fácil perdoar, só nós sabemos o quanto determinada situação em nossas vidas nos machucou e ainda machuca, mesmo que tenham se passado muitos anos. Primeiro, o que é perdoar? É escolher se livrar do mal causado em uma experiência com alguém ou com a vida. É escolher aceitar que nós vivemos aquilo que atraímos e se algo nos ocorreu de ruim, antes de mais nada, foi gerado por nossa energia. É colocar-se acima da dor. Mesmo que machuque, estamos em cima, não sob o sofrimento, sendo açoitados dia após dia pela mágoa, revolta e ressentimento. 

Agora, como eu disse, perdoar não é fácil. Porque o ego trabalha dentro de uma política de sobrevivência, ele tende a ser muito mais reativo do que reflexivo. Então, quando algo de ruim nos acontece envolvendo uma pessoa, a tendência impulsiva e mal educada é logo culpar o outro. Colocar nele a responsabilidade pela nossa dor, como se não fosse nossa a decisão de participar daquela história e, de repente, acreditar em promessas, iludir-nos, etc. Porém a nossa defesa, na dor, é jogar em cima de alguém essa culpa. Só que, diferente do que pensamos no início, isso não resolve nada.

A dor está na gente, não no outro, ele tem as suas próprias. O que então nos faz pensar que responsabilizar outrem ou querer até nos vingar fará com que o nosso sofrimento cesse? Se está em nós, tem de ser resolvido em nós! Vingar-se e culpar o próximo pelo nosso sofrimento só alimenta a mágoa, e isso faz crescer mais e mais dor, até que somatize em doenças, situações difíceis e tristezas. Porque um abismo chama o outro. Presos em sentimentos pequenos, em estados de ódio, vibramos isso. E trazemos tudo o que nos mantém em ódio, amargura e sofrimento.

Leia também "Perdão: Por que devemos nos reconciliar?"

A nossa vida para e o nosso corpo adoece, pois não aguenta a explosão de raiva que vai se acumulando e acumulando, bombardeando as nossas células, o nosso organismo, o nosso campo. Até que fica tudo comprometido. Percebe o quanto perdoar te tornará mais feliz e melhorará a sua vida? Perdoar não significa que você esquecerá o que houve, aliás, esquecer não é bom. Dói é para ficar gravado na memória com o fim de evitarmos as mesmas situações. A dor é um mecanismo da natureza para nos orientar quanto a algo ruim. 

Perdoar é decidir se livrar da mágoa, tudo bem você tirar da sua vida quem "te feriu" (se é que te feriu mesmo, porque inventamos muito sofrimento), é um direito seu. Mas tire também a dor, tire a culpa, a mágoa e a revolta. Você criou essa realidade, você atraiu alguém que te machucou. É hora de superar isso e seguir em frente! Não se culpar porque criou o que criou, mas aprender com a situação e se elevar, ir além, melhorar-se para si mesmo. Essa é a intenção da vida, amadurecer-nos por meio das experiências e não que fiquemos atrelados a elas, perdendo o melhor. 

Os passos para perdoar são simples: aceitar, compreender e liberar. Aceite o que houve, foi o que deu pra ser. Compreenda o que a situação quis te mostrar, entenda a lição, absorva-a. Em seguida, libere, solte a pessoa, circunstância, aquilo que te feriu, solte, deixe ir e siga leve. É trabalhoso? É, demais, porque o nosso ego quer ter razão e resolver tudo no olho por olho e dente por dente. Entretanto essa política recria a dor ao invés de realmente solucioná-la. Ir pelo caminho da sabedoria, do amor e da humildade pode ser mais delicado e requerer verdadeiro esforço, mas é o único caminho da cura. 

Se alguém te feriu, perdoe. O que ele semeou, colherá. Assim como você colherá o sofrimento que se causa ao guardar mágoas. Você já passou por aquela situação difícil, acha mesmo que precisa de mais dor? Acho que não... Então, solte, libere, transcenda e seja livre do que te faz mal! Perdoar é um poder que somente aqueles que são livres possuem. 

Seja feliz!

Vinícius Francis

Você pode gostar