10 músicas que homenageiam Iemanjá

O Brasil é um país muito rico culturalmente e, por isso, possuímos uma grande variedade de ideias e religiões.

A umbanda e o candomblé, por exemplo, foram trazidos e incorporados a nossa cultura pelos escravos que vieram da África. Embora a origem dessas religiões, em solo brasileiro, seja bastante triste justamente por possuir ligação direta com esse período da história, é importante dar atenção a uma doutrina que é importante para a vida de tantas pessoas.

Mesmo que tenham passado por algumas modificações e adaptações, a umbanda e o candomblé, por terem origens iguais, possuem muitas coisas em comum. Uma delas é o fato de que ambas têm figuras importantes e poderosas que, assim, fazem parte da rotina de todos aqueles que seguem essa religião.

Um personagem de extrema visibilidade é, por exemplo, Iemanjá. A Rainha do Mar, que é homenageada anualmente no dia 2 de fevereiro, é bastante popular não somente entre os religiosos que seguem os ensinamentos da umbanda e do candomblé, mas pela população em geral. Ela é tão famosa que diversas músicas foram feitas e dedicadas a ela.

Aqui, além de você conhecer 10 canções que homenageiam Iemanjá, você também saberá um pouquinho mais de sua história e seu papel dentro das religiões de matriz africana. Veja!

Aprenda a pedir a proteção de Iemanjá

A história de Iemanjá

Desde criança Iemanjá sempre possui uma ligação muito forte com o mar. Isso porque ela é filha de Olokum, soberano dos mares. Entretanto, ela recebeu o título de Rainha do Mar apenas anos mais tarde.

Adulta, Iemanjá se casou com Oduduá. Dentro dessa união, a divindade deu à luz a dez filhos que, hoje, são considerados Orixás. Por conta da amamentação que ofereceu a todas as suas crias, seus seios aumentaram, obtendo um aspecto bastante farto. Isso fez com que ela se envergonhasse muito de seu corpo.

Infeliz dentro de seu casamento, Iemanjá se sentia desvalorizada. Por isso, tomou uma decisão: se separaria de seu esposo para, assim, procurar aquilo que lhe faria feliz. Nessa jornada, conheceu o rei Okerê, por quem se apaixonou.

Entretanto, Iemanjá foi desapontada mais uma vez: de acordo com a lenda, após uma noite de bebedeira, Okerê fez um comentário grosseiro e pejorativo em relação aos seios se Iemanjá. Isso feriu os sentimentos da divindade que, se sentindo decepcionada, fugiu. O rei, entretanto, não aceitava ser abandonado. Por isso, passou a persegui-la.

Ainda em sua infância, o pai de Iemanjá lhe deu uma poção. De acordo com ele, caso ela precisasse fugir de um perigo ou de qualquer tipo de situação que colocasse sua vida em risco, bastaria tomar aquela mistura mágica. Nesse momento de perseguição, então, foi isso que a divindade fez!

Ao tomar essa poção, Iemanjá se transformou em um rio que encontra o mar. Assim, ganhou, finalmente, o título de Rainha do Mar.

O que Iemanjá representa?

Apesar de Iemanjá não gostar de seus seios fartos, eles se tornaram uma característica marcante dela. Assim, todas as suas figuras são feitas com base nesse traço. E não seria para menos: isso faz com que ela representa a maternidade e o acolhimento.

Por esse motivo, a Rainha do Mar é considerada, também, a Deusa da Compaixão. Acredita-se, portanto, que ela oferece perdão e amor incondicional para todos aqueles que, de alguma forma, se identifiquem com ela ou a homenageie.

Sendo assim, Iemanjá oferece acolhimento para todos que pedem sua ajuda. Sem fazer nenhum tipo de distinção, ela não minimiza a dor ou os problemas de ninguém, tornando-se o porto seguro dos fiéis.

10 músicas que homenageiam Iemanjá

Por ser tão querida, amorosa e adorada por todos os fiéis, Iemanjá se tornou a inspiração de inúmeras músicas que a homenageiam. Aqui, separamos dez canções muito belas que fazem referência a essa divindade. Veja:

1. O Mar Serenou – Clara Nunes

Lançada em 1975, essa canção foi escrita por Candeia (famoso compositor brasileiro) e interpretada por Clara Nunes que, por ser seguidora da umbanda, dedicou diversas de suas músicas não somente para Iemanjá, mas também para outras divindades.

“O mar serenou quando ela pisou na areia

Quem samba na beira do mar é sereia

O pescador não tem medo

É segredo se volta ou se fica no fundo do mar

Ao ver a morena bonita

Sambando se explica que não vai pescar

Deixa o mar serenar”

2. Lendas das Sereias – Marisa Monte

Apesar de essa música ter se popularizado por conta da versão realizada por Marisa Monte, ela foi lançada, originalmente, em 1976. Samba enredo da escola de samba conhecida pelo nome de “Império Serrano”, foi escrita por Vicente Mattos, Dinoel e Arlindo Velloso e homenageia diversas divindades do candomblé e da umbanda.

“Oguntê, Marabô, Caiala, e Sobá

Oloxum, Ynaê, Janaina e Iemanjá

Oguntê, Marabô, Caiala, e Sobá

Oloxum, Ynaê, Janaina e Iemanjá

São rainhas do mar

Mar…

Misterioso mar

Que vem do horizonte

É o berço das sereias

Lendário e fascinante”

3. Iemanjá – Chimarruts

Em 2010 a banda de reggae Chimarruts lançou a canção chamada “Iemanjá”. Escrita por Rafael Machado e Rodrigo Luiz, a música pede abrigo, acolhimento e paz para a divindade que é conhecida justamente por ser tão amorosa com os fiéis.

“Iemanjá vem lavar a nossa fé

E Ogum pai do sol

Ilumina o meu caminho eu quero viajar.

Pois hoje eu quero viajar pra lá do céu,

Onde não haja fronteiras para me barrar.

Quero subir nas estrelas e de lá ver o mar,

Ver o sorriso da criança livre a brincar.”

Está em um momento difícil? Saiba como agradar os orixás e ilumine sua vida

4. Iemanjá – Gilberto Gil

Em parceria com o ator Othon Bastos, Gilberto Gil escreveu a canção “Iemanjá”. Lançada em 1965, fez muito sucesso e é conhecida até os dias de hoje, principalmente por aqueles que fazem parte, ativamente, do candomblé ou da umbanda.

“Iemanjá – só se vê mar

Mulher tá rezando, já passou da hora

Mulher tá chorando, meu deus, que demora

Iemanjá tá querendo ficar com Mané

Iemanjá é rainha

É bonita, é mulher”

5. Dois de Fevereiro – Dorival Caymmi

Considerada um clássico do universo musical, “Dois de Fevereiro” é uma canção que faz referência a todas as comemorações que são realizadas nesse dia tão especial: o Dia de Iemanjá. Lançada em 1957, foi escrita pelo próprio Dorival Caymmi, que também é responsável por sua interpretação.

“Dia dois de fevereiro

Dia de festa no mar

Eu quero ser o primeiro

A saudar Yemanjá

Escrevi um bilhete pra ela

Pedindo para ela me ajudar

Ela então me respondeu

Que eu tivesse paciência de esperar”

6. Janaína – Otto

Outra música que faz ligação com as comemorações do dia dois de fevereiro, Janaína é uma canção do MPB que foi composta pelo cantor Otto. Lançada em 2009, ganhou grande fama e popularidade, ficando sempre no topo das paradas musicais.

“Dia 2 de fevereiro

Dia de Iemanjá

Vá pra perto do mar

Leves mimos pra sereia

Janaína Iemanjá”

7. Canto de Iemanjá - Vinicius de Moraes e Baden Powell

Lançada em 1966, “Canto de Iemanjá” é uma música que foi escrita por Vinícius de Moraes e Baden Powell. A música faz parte do álbum “Os Afro-sambas”, que é considerado por diversos críticos um marco muito importante do MPB.

“De lemanjá a cantar o amor

E a se mirar na lua triste no céu, meu bem

Triste no mar

Se você quiser amar, se você quiser amor

Vem comigo a Salvador

Para ouvir lemanjá”

8. Yemanjá Rainha do Mar – Maria Bethânia

Assim como vários outros santos e divindades, Iemanjá é conhecida por ter vários nomes. É isso que Maria Bethânia explora na canção “Yemanjá Rainha do Mar”, lançada em 2007 e escrita pela própria cantora.

“Quanto nome tem a Rainha do Mar?

Dandalunda, Janaína,

Marabô, Princesa de Aiocá,

Inaê, Sereia, Mucunã,

Maria, Dona Iemanjá.

Onde ela vive?

Onde ela mora?

Nas águas,

Na loca de pedra,

Num palácio encantado,

No fundo do mar.”

9. Rainha das Cabeças – Metá Metá

Metá Metá é uma banda que possui grande conexão com as religiões de matriz africana. Por isso, várias de suas canções possuem ligação com as divindades. No caso de “Rainha das Cabeças”, lançada em 2012, faz referência à Iemanjá.

“Awoió ori dori re

Iyemanjá cuidou

Ade, ala, beijou

E encheu o ori de mar

Iya olori

Mojuba Olodumare

Ela é filha de Olokun

É iya kekerê”

Conheça os 7 caminhos de Iemanjá

10. Iemanjá Amor do Mar – Olodum

Quem não conhece o famoso Olodum, não é mesmo? Esse bloco de carnaval nordestino homenageia diferentes tipos de figuras importantes para o local, e é claro que não poderia faltar Iemanjá. Nessa canção, lançada em 1992, faz referência a essa divindade.

“O velho pescador segue seu rumo ao mar

E ouve o canto da sereia em plena Lua cheia

Iemanjá, seu pranto me faz inspirar

Deixou seu amor pra nunca mais voltar

Transformou-se num rio em lágrimas de dor

E no ventre de mãe os seus filhos gerou

Nascendo de repente, Oxumaré, Xangô

E na flor do mar já se fez emergir

Vestida de azul e só pra me sorrir”